quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Agua fria

Ola amigos e leitores deste pequeno espaço!

Fazendo quase dois meses que não dava um mergulho à caça submarina, e não estando fisicamente na forma mais desejada. Com a quebra destes ventos fortes que se tem feito sentir, tinha de pelo menos ir fazer agua para não perder os hábitos de mergulho e sentir o ambiente marinho de baixo de agua.

Desta feita, as saudades dos cantinhos a norte eram tantas que ainda lá fui espreitar 3x possíveis pesqueiros, mas lá está, com o mar assim tinha mesmo de estar na melhor forma física para aguentar a sua exigência. Não facilitei e fui para sul, a um local já meu conhecido onde quase sempre consigo trazer qualquer coisita para petiscar.

Entrei na piscina daquela agua que se faz sentir bem fria nesta altura do ano e comecei calmamente a bater terreno em busca de algum peixe ali perdido. Depois de encontrar um sargote de meio kilo escondido lá numa fenda bem apertada, decidi que ia só fazer dois agachons "ali a frente" e voltava para terra.



Numa dessas esperas ainda consegui sacar uma já bonita saima kileira que me entrou pelas costas mesmo a horas de levar um tiro. Assim sendo estava feito um casalinho engraçado em um dia que a partida seria só para treinar água.



Não tarda muito já se aproxima aí o defeso do sargo, que pelas minhas contas ainda vai atrasar mais a primeira pesca à cana do ano!

Saúde da boa a todos!

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Sargos do Natal

Boas pessoal!

Com o meu amigo e camarada de pesca longe dos Algarves, fui fazer a ultima ilhada do ano a ver se ainda safava uns peixes e um marisco para a consoada. As previsões diziam que o mar era de feição mas como nunca é de mais confirmar com os olhinhos antes de saltar para dentro de agua, fiquei cá em cima a ver como ele batia na pedra escolhida! 

Mais uma vez as previsões eram boas demais e afinal o mar ainda tinha um toque bom, que quase me fez escolher outra pedra em cima da hora. Mas depois de uns 10 minutinhos a observar a ondulação, toca a vestir o fato e ir molhar o cu.

Esta foi uma pesca suada, depois de apanhar uma baila jeitosinha no primeiro lançamento que fiz ao spinning, ainda fiz mais alguns mas mais nada senti. Vai daí, fui-me agarrar à arrilhada a ver se safava uns percebes antes da maré começar a virar. 

Neste dia tinha contado saltar da pedra duas horas mais cedo, mas distraí-me com os percebes e quando bateu a hora escolhida ainda só tinha uns 4 peixes. Tive de mudar a estratégia, mudei a maneira de pescar e apostei noutro cantinho em que a chumbica trabalhava melhor já com mais agua no pesqueiro. Assim feito em uma horinha consegui compor a prancha como deve ser!

Feitas as contas, juntei alguns sargos jeitosos e uma boa "machinha" de unhas para os gulosos da consoada.



Saúde da boa a todos.
Um bom ano a todos, cheio de projectos concretizados! 

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

A despedida..

Alô pessoal!

O manecas está de abalada pró frio e assim sendo tínhamos combinado fazer uma ultima pesca do ano juntos antes de ele bazar. Encontrámos ali um diazinho com umas condições porreiras mesmo antes da Ana vir rebentar com o mar em todo o país e fomos os dois mais o Tiago fazer a ilhada despedida de 2017.

Lá fomos nós a caminho da pedra com a maré a cair, e ao chegar ainda se lançou umas amostras para abrir o dia de pesca. Apenas a minha cana captou ali duas bailas para a ajudar a encher a saca antes de começar a malhar nos sargos.

Um pescador em cada cantinho da pedra e começamos a malhar neles até se encher a ceira. Ainda assim a ceira não encheu totalmente mas fez uma pesca muito bonita, com o Tiago ainda a descobrir uma douradeca já quase ao cair do pano.

Força manecas, agora só no Natal!


Boas festas a todos e um prospero 2018


segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Uma rapidinha..

Olá pessoal,

Voltamos ao que interessa, Peixe!!
Um dia destes, tive um tempinho livre que era ligeiramente apertado para organizar as coisas para fazer uma caçada com tempo, mas como o mar era do melhor que há, e há mais de um mês que não molhava as barbatanas, não podia deixar escapar esta oportunidade.

Arrumei tudo a pressa e numa pesca bem rápida em que estive apenas uma hora dentro de agua, consegui apanhar desprevenidos este casal mais o seu filho mais velho!



Não deixou de valer a pena o desgaste psicológico, pois deu para desenferrujar e aprender mais um ou dois truques que não esperava perceber tão cedo.



Voltaremos em breve!
Saúde

sábado, 14 de outubro de 2017

Ilhadas de Outono

Boas Amigos,

Chegou o outono mas o calor mantém-se e com o calor vieram uns mares de feição para experimentar uma pedra ilhada nova... Vai daí lá combinei com o Nuno e lá fomos nós ainda no lusco fusco a procura da tão desejada pedra.

Ao abordar a pedra percebemos que a zona estava um pouco areada e que não seria fácil safar ali peixe na maré vazia, ainda assim tentámos e nessa maré ainda saíram dois maiorzinhos. Mas tivemos de parar porque era muito pouca agua. Assim sendo, fomos apanhar uns mexilhões para o jantar, pois nesta pedra até eram bem graúdos!!



Com mais agua no pesqueiro, voltámos a carga e lá conseguimos enganar uns peixes que mariscavam em cima das lages. Foram saindo a conta gotas, mas ainda assim a bitola não era a melhor. Foi um dia em que cada um de nós deve ter feito algumas 20 devoluções de pequenos sarguetes.



 Na mesma semana o mar parecia ser de feição para irmos visitar uma pedra já conhecida, mas na chegada ao pesqueiro observamos que o que nos esperava era um sova daquelas que o velhote já não está habituado a levar. Isso obrigou-nos a furar os planos e rumar a outro pesqueiro. Este sem as condições ideais para pescar, o que depois de mais umas 30 devoluções originou a recolha de 5 peixes aceitáveis.



Saudinha da boa a todos os leitores, e que venha o frio que eu já estou farto deste calor insuportável que só faz é mal a nossa tão adorada natureza.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Enfim na Ilha


Boas amigos!.
Fazia tempos que o mar e a disponibilidade não me deixavam ir pescar ilhado e desde que começou o verão que não conseguia tentar repetir as boas pescas que fizemos no ano passado por esta altura...



Enfim, fez-se um espacinho em que o mar era bem menos do que o esperado e lá fui mas o Nuno tentar enganar uns Sargos numa pedra ilhada quase nova para mim. A maré também não era a melhor, o que nos obrigou a adoptar uma estratégia diferente para aproveitar a melhor hora para atacar ao Sargo...
Feito isto, ainda era escuro e já estávamos com a prancha dentro de agua a navegar quase de noite para chegar bem rápido a pedra e começar logo ao ataque.


Ao primeiro lançamento deu para ver que os Sargos estavam a xuxar de faca e garfo muito sorrateiros, mas ainda trouxe logo um para cima, e ao segundo lançamento, sem nada o prever sinto uma xuxa diferente mais suave na chumbica e um afundanço que identificou rapidamente a presença de uma safata jeitosa na outra extremidade da linha...



A partir daí foram saindo uns Sargos até enchermos a ceira, e em 3 horas a ceira estava cheia e já íamos de abalada para o café comer uma bifana e uma cervejola. 
A ver se vem condições e disponibilidade para voltarmos lá e não falharemos!

Saudinha da boa a todos!